Sexta-feira, 10.02.12

Eu vou continuar a viver, assim do meu jeito. É nestas alturas que mais me prazer dá escrever, quando todas as emoções estão à flor da pele, quando nos apetece gritar no alto da montanha para todos oiçam, mas é difícil escrever com toda a nossa cabeça numa confusão de sentimentos. Escrevemos sem qualquer clareza ou rumo, sem qualquer sentido.
Eu vou trabalhar, vou rir, divertir, vou ouvir as reclamações do meu chefe abanando sempre a cabeça para que se cale. Não vou viver à procura de amor, já sou feliz. Tenho uma família que me apoia em todas as decisões, com eles posso contar em todos os momentos, mesmo nos piores momentos, em que só me apeteça um abraço. 
Não preciso que alguém me diga "amo-te" só para me sentir vivo. Não preciso de uma mulher ao meu lado para ser feliz, quando já o sou. Vou continuar a ser assim, sempre sorridente, cheio de esperanças, sempre com soluções. Vou ser forte quando as ocasiões assim o exigirem e depois mais tarde rir-me-ei dessas recordações. Eu vou continuar a ser assim, um sonhador, um menino cheio de sonhos.  



publicado por joao às 10:23 | link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito

Segunda-feira, 26.12.11


És um constante pensamento no meu próprio pensamento. Como se não me lembrasse de mais nada. Onde nasci, onde moro, quem são os meus pais, onde cresci. Não me recordo se sofri algum acidente ou apenas é puro esquecimento. Por mais que tente ou lute, por mais que me esforce em esquecer-te acabo sempre falhando.
Tudo o que faço ou o que insistem em dizer-me é pouco relevante, porque negas em sair-me do pensamento.
Recordo-me daquele dia na praia, estava com a câmara na mão tentando tirar-te uma foto, captar o ângulo perfeito. Como se fosse impossível, sendo tu tão bonita como aquela paisagem que repousava por de trás de ti. 
Olhavas para o chão mas insistias em olhar-me como me provocando, afastando sempre os teus cabelos longos e ruivos do teu rosto.
Lembro-me, como se tivesse sido um sonho, tinha finalmente encontrado o momento perfeito, pressionei o botão e o flash disparou. Desviei o meu olhar da câmara para te observar, mas já não te encontravas lá.
Desde então insistes em não sair do meu pensamento, como se já dominasses o meu mundo.


publicado por joao às 22:18 | link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Sexta-feira, 11.03.11
4702227083_8e0f61f487_z_large

Num dia acordei e reparei que a minha cidade estava em ruínas, não restava nada, apenas pó e lixo. E o autor de tudo aquilo tinha sido eu. Todos tinham passado por lá, todos já tinham reparado que tudo estava em ruínas, como tudo já tinha se transformado, mas eu não.

Eu ainda observava as árvores com folhas, passava horas a observar como a água corria no rio, ainda via casas com telhados, ainda recordava como as crianças brincavam nas ruas.

Mas tudo não tinha passado se um simples sonho. De uma ilusão. Uma mentira manipulada, por mim. Porque não queria ver a verdade, porque já não tinha forças para lutar mais, porque não aguentava a realidade e não era capaz de ver para além da ilusão.

Mas nessa mesma manhã, tudo mudou, acordei numa cidade fantasma, onde só se conseguia ver a destruição, onde só se ouvia o silêncio e onde reinava a raiva, a dor, a fúria e o medo.

Foi então que decidi levantar a cabeça, e olhar o céu. O sol a sorrir para mim e a lua? Essa apoiava-me e inspirava-me, enquanto que as estrelas me indicavam o caminho certo.

 



publicado por joao às 22:54 | link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Segunda-feira, 07.03.11
183654_1895515344741_1147311703_2290666_6977821_n[


publicado por joao às 12:48 | link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito


evolusi. <body>
IT'S MY TIME!
tumblr
segue-me
perfil cria
Tumblr_m8feqywrjp1r6dbp1o1_500_large