Segunda-feira, 30.01.12

Lembro-me como se fosse hoje..
Os meus dedos percorriam a face do teu rosto, desenhando linhas, procurando por algo. Como um pirata procurando mais um tesouro para saquear, ou o poeta procurando as palavras certas para descrever a sua musa; ao mesmo tempo que o navegador traçava a sua rota para chegar ao seu destino. Continuava procurando, conhecer a tua essência, algo pela qual me fez apaixonar por ti, conhecer-te verdadeiramente e não quem aparentas ser.
Meus dedos entrelaçavam com os teus longos cabelos castanhos, lembrando-me dos dias de verão passeando no prado. As minhas mãos ainda que relaxadas  paralelamente ao meu corpo tocavam na erva alta que lá insistia em crescer, sentindo a erva passar por entre os meus dedos. 

Insistindo, aproximei a minha cabeça junto do teu pescoço e sinti, aquele teu cheiro familiar, o teu aroma. E em teus olhos procurei verdade e nada mais.
Reparei também nos teus lábios, toquei-os e senti-os, fazendo-me lembrar rosas, aqueles teus lábios sedutores, provocantes e vermelhos de paixão. E num piscar de olhos e num cruzar de olhares vi finalmente pelo que procurava.  
Então o pirata encontrou o seu tesouro, o poeta finalmente encontrou a sua inspiração e o navegador finalmente encontrou o caminho que tanto observava no mapa. Aquele teu sorriso que tanto tentavas esconder de mim, aquilo pelo que me fez apaixonar por ti pela primeira vez que te vi, naquela manhã de Primavera.



publicado por joao às 20:46 | link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Terça-feira, 10.01.12

Tumblr_lv77if4pfn1qmt5mvo1_500_large

Qualquer relação, seja qual for, vai sempre depender de duas partes. Eles vão sempre lutar e esforçar-se para que não acabe e para que resulte. O complicado é quando ambos passam por uma situação complicada, momentos menos bons. Vai haver sempre um que se vai esforçar para que dali resulte algo, porque não quer desistir de algo bom e de tantas boas recordações retêm. Difícil é quando essa pessoa se esforça mas vê que a outra por qualquer motiva, não faz o mesmo e todos os seus esforços não são reconhecidos e foram apenas uma perda de tempo.
Dói e magoa quando esse momento chega. Temos medo de desistir porque não faz parte de nós tal característica, mas vemo-nos forçados a não continuar, já que o mesmo se sucedeu da outra parte.
Qando chega este momento o melhor é seguir em frente e quando ela chegar podemos afirmar com toda a certeza: "Pelo menos tentei, e tu?"



publicado por joao às 18:13 | link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

Segunda-feira, 26.12.11


És um constante pensamento no meu próprio pensamento. Como se não me lembrasse de mais nada. Onde nasci, onde moro, quem são os meus pais, onde cresci. Não me recordo se sofri algum acidente ou apenas é puro esquecimento. Por mais que tente ou lute, por mais que me esforce em esquecer-te acabo sempre falhando.
Tudo o que faço ou o que insistem em dizer-me é pouco relevante, porque negas em sair-me do pensamento.
Recordo-me daquele dia na praia, estava com a câmara na mão tentando tirar-te uma foto, captar o ângulo perfeito. Como se fosse impossível, sendo tu tão bonita como aquela paisagem que repousava por de trás de ti. 
Olhavas para o chão mas insistias em olhar-me como me provocando, afastando sempre os teus cabelos longos e ruivos do teu rosto.
Lembro-me, como se tivesse sido um sonho, tinha finalmente encontrado o momento perfeito, pressionei o botão e o flash disparou. Desviei o meu olhar da câmara para te observar, mas já não te encontravas lá.
Desde então insistes em não sair do meu pensamento, como se já dominasses o meu mundo.


publicado por joao às 22:18 | link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Segunda-feira, 12.12.11

Existem momentos na nossa vida em que só nos apetece parar o tempo, olhar aquela imagem registada pelos nossos olhos.
Aquele momento perfeito ao final da tarde, em que os olhares se cruzam e o sorriso parece contagiante. Ele perto do banco junto ao passeio a observa-la por entre muitas outras pessoas, mas aquela é especial, sorriem e olham-se como se não houvesse mais ninguém. Mais nada importa. O abraço apertado mas reconfortante como se não tivessem visto há meses, os mimos expressados em milhares de sentidos. O dedo dele percorrendo a sua face, desviando outros restantes cabelos dos seus olhos para os admirar melhor. Aquele momento em que só desejamos abrandar, gravar para mais tarde revivê-lo mais do que uma vez. Vivê-lo de novo e revive-lo uma outra segunda e terceira vez.
Por mais momentos que tenhamos, por mais tentativas que façamos nunca será como aquele. Aquele era especial, eras tu na minha vida. O sítio, a hora eram indiferentes.
E são por estes momentos que não nos arrependemos dos quantos erros e más decisões tomamos, porque sempre que lhe surgiam no seu pensamento, ele pensava que foi assim que finalmente a tinha conhecido. 
E o rapaz sem razão alguma sorriu-lhe mais uma vez.
 



publicado por joao às 15:35 | link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Segunda-feira, 04.04.11
Tumblr_lhcq9wvdxl1qbzp2mo1_500_large

Porque as pessoas vivem com esperanças, acreditam que existe um amanhã para que tenham, assim, forças, para que elas tenham razões e motivos para viver.

Eu não tenho esperanças, mas sou feliz. Apenas me mentalizei, mais ou menos, mas estou a aprender. O que me faz ser a pessoa mais feliz são os pequenos momentos que a vida me proporciona.

Quer dizer, momentos que eu proporciono a mim mesmo, a vida simplesmente permite que eu os aproveite ao máximo, mais nada!

Não são os grandes momentos, porque a vida é feita de pequenos e simples momentos, como às sextas-feiras ir para a piscina, ou aos fins-de-semana dar um passeio com a minha cadela e contar-lhe o que aconteceu durante a semana em que estive ausente. Poder acordar e dar um beijo de bom dia nas pessoas que não conseguiam viver sem mim, ter a oportunidade de poder recuperar a relação que tinha com os meus pais, ou escrever no meu “diário”, não todos, mas nos dias em que me apetece.

E não esquecendo, passar algumas horas no café a comer Bolas de Berlim, talvez acompanhado de um livro.

 

São estes momentos que me fazem feliz…

 



publicado por joao às 16:35 | link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito


evolusi. <body>
IT'S MY TIME!
tumblr
segue-me
perfil cria
Tumblr_m8feqywrjp1r6dbp1o1_500_large