Sexta-feira, 5 de Outubro de 2012


Eu não me recordo da última vez que alguém te tenha amado de verdade. Dizem que amor só existe quando duas pessoas se amam. Mas isso não significa que eu te tenha amado menos. Eu fui o único homem que te amou.

Sempre soube quem eras e apesar dos defeitos eu não podia negar tal sentimento. Para mim eras tudo o que importava neste mundo.
Fui o teu ombro quando precisavas de carinho, limpei-te o rosto das lágrimas que insistiam em correr, ouvi as tuas palavras duras de sofrimento causado por pessoas a quem chamavas “namorado”. Sempre estive lá, e apesar dos ciúmes, eu os afastava. Porque a tua felicidade era a minha e sempre o será. Tu eras a minha prioridade em todos os momentos, eras o fruto da minha inspiração, razão do meu viver e motivo de todos os meus sorrisos.
Por esse mesmo motivo nunca fui egoísta, e se o fui, foi sem intenção de te magoar. Estar zangado contigo era a pior parte, todas as discussões sem razão aparente. Mas no fundo gostávamos um do outro mais do que tudo.
Estar contigo era a melhor parte do meu dia, apenas te ver era o meu presente. Simplesmente tu.
O que sinto por ti não é errado nem certo. É algo que tem o seu próprio jeito de ser. Eu, simplesmente te amo.
Quando ando na Universidade eu sempre te procuro, e quando vejo algo familiar, sinto aquele aperto. Mas quando és mesmo tu, faço-me de forte, finjo que não me importo mais. Mas o engraçado é que eu estou sempre te procurando.
O mais difícil é estar lutando numa guerra sem ter motivo. Saber que nunca terei teu amor, mas tu terás sempre o meu.
  

Com Amor,
João 



publicado por joao às 21:01 | link do post | comentar | favorito (1)

26 comentários:
De Miss Xaphania a 7 de Outubro de 2012 às 18:20
Que texto lindo e triste ao mesmo tempo... Não sei se é inspirado na tua vida ou se é pura ficção mas se for inspirado na tua vida digo - te para teres esperança pois um dia ela poderá sentir o mesmo por ti ou tu te apaixonares por outra pessoa... não iras sofrer para sempre.
Beijinhos!


De Just_Smile a 7 de Outubro de 2012 às 21:39
Haverá o dia em que o amor será reciproco... mas não há quem ame sem ter sofrido...


De meninapequenina. a 8 de Outubro de 2012 às 19:42
sim,o secundário marca-nos de formas distintas.
Gostei!Não devemos nunca prender em nós as palavras.


De um-lugar-de-amor a 9 de Outubro de 2012 às 22:58
E saber que nunca teremos o amor da pessoa que mais queremos e ainda assim não a conseguirmos tirar da nossa mente. É preciso amar-se muito, mesmo.
O texto está lindíssimo João (:


De sweet a 11 de Outubro de 2012 às 16:09
estou sem palavras com esta carta,tão genuína e sincera, simplesmente linda.


De inês silva- a 11 de Outubro de 2012 às 16:52
gosteii muito do texto c: beijinhoos


De Inês a 11 de Outubro de 2012 às 18:52
Vai em frente ou desiste de spfrer por algo que pode nunca existir. Tu mereces o melhor. Beijinhos


De Miguel Alexandre Pereira a 14 de Novembro de 2012 às 19:35
A carta está muito bonita, o amor é mesmo assim. Um sentimento bonito, mas que também pode provocar dor. É de sacrifício, mas quando é a pessoa certa vale a pena, independente de tudo.


De Mafalda a 17 de Novembro de 2012 às 18:32
muito bem escrito, de facto (:


De Tay a 21 de Dezembro de 2012 às 22:36
estou a fazer um "Question Time". Espero pelas tuas perguntas :) - http://cultura21.blogs.sapo.pt/


Comentar post

evolusi. <body>
IT'S MY TIME!
tumblr
segue-me
perfil cria
Tumblr_m8feqywrjp1r6dbp1o1_500_large