Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2012

Por vezes penso que vivo na década errada, em tempos diferentes. Sinto que não me encaixo, por mais que me esforce. Não me orgulho das pessoas que me rodeiam, como se tudo tivesse mudado de uma forma errada. Sim são diferentes tempos, e é necessário existir uma evolução, mas acho que o caso seria regressão e não evolução.
As palavras já não são as mesmas, os sentimentos são outros, as pessoas são diferentes. O amor é encarado de uma outra forma, todos parecem procurá-lo mesmo de uma forma desesperada mas ninguém percebe que é necessário saber pelo que se procura e entendê-lo em primeiro lugar. E a vida parece ser forçada e demasiado apressada para ser vivida como se fosse uma espécie de maratona.

As palavras pronunciadas perderam a razão, deixaram de ter valor, são tudo menos sentidas. As pessoas mentem, sempre mentiram, mas não como agora, fazem-no para conseguirem o que mais desejam, sem se preocuparem com os outros. 
É uma loucura, eu sei. Faz-nos questionar o que se passa com as pessoas, parecem que de uma maneira ou outra não querem observar a verdadeira versão da história. E a verdadeira versão é que as pessoas deixaram de acreditar, deixaram de ter pelo que lutar. Perderam esperanças, a fé. Sentem-se perdidas. Estamos todos, com medo do futuro, sempre com receio de algo.
Os tempos são outros, mas isso não significa que deixemos de lutar, existe algo mais porque lutar. Existe um mundo à nossa espera.  



publicado por joao às 14:20 | link do post | comentar | favorito

13 comentários:
De * wild * a 23 de Janeiro de 2012 às 14:49
Sim, eu sei... Mas ás vezes é bom transformar a nossa vida num filme e imaginar as coisas de outra forma


De Soph a 23 de Janeiro de 2012 às 16:25
Beem eu não faço ideia como é que é historia A x) mas pelos testes que vejo e por isso, já sei que não é coisa boa


De Miriam ∞ a 23 de Janeiro de 2012 às 17:49
é isso mesmo , quero liberdade !


De avery. a 23 de Janeiro de 2012 às 19:36
eu nisso sou insensível, quando se fala em mortes nas aulas de história e na guerra começo a rir-me.


De avery. a 23 de Janeiro de 2012 às 19:43
já me senti assim mesmo mas aprendi a lidar com isto tudo. à minha maneira, talvez devas fazer o mesmo.


De Tyla a 23 de Janeiro de 2012 às 20:04
não sabes x) xD gostei do texto. sinto me um bocado assim. mas ainda não inventaram uma máquina do tempo x: gosto do visual (: mas a barra lateral ficou em cima da area de postes x:


De i. a 23 de Janeiro de 2012 às 20:07
pois é :/
ADOREI ESTE POST! a sério, diz tudo o que eu acho!


De dolcescrittora a 23 de Janeiro de 2012 às 21:41
já o encontrei há mais de 2 anos - é o meu namorado. e encontrei-o quando o que queria mais era estar sozinha (o amor prega-nos destas coisas.)
tenho refletido muito sobre isto. sinto que não pertenço a esta vida. Infelizmente, ainda não inventaram uma máquina do tempo.


De Dri a 24 de Janeiro de 2012 às 20:59
Exactamente, cada um é que faz a sua vida valer a pena :) com as decisões e acções que toma.


De Annye . a 24 de Janeiro de 2012 às 21:25
thanks for the questions !

aww , mudaste de visual . tá giro , tá giro ;b


Comentar post