Sexta-feira, 4 de Novembro de 2011

 

Eu vivo, não sinto. Uns dizem amar até morrer, outros buscam a alegria ou habituam-se a infernizar outros. Outros choram lágrimas de alegria e tristeza, porque sentem. Não sentem nada, sentem tudo. Ainda restam aqueles que partilham as suas vidas com pessoas com quem deveras amam. Eu não fico felizes por eles, porque não sinto, apenas vivo.
Olho, escuto, falo quando necessário, brinco para enganar o tempo, rio para iludir o coração, aquele "comboio de corda". E por vezes cheiro flores de jasmim e alfazema que cobrem o jardim e continuo a fingir que nada sinto.
Dou um passo em frente a seguir de outro, passo por entre toda aquela multidão sem se aperceberem e choro, rio, falo. Mas ninguém me escuta, recusam-no.
Pois dizem que apenas vejo maldade. Eu apenas vejo o que os meus olhos me mostram, digo.
Eu não sinto, não escuto, não falo por vezes com medo de magoar alguém, de errar e de não conseguir sobreviver outra vez.
Por isso falo, escuto e olho tudo o que me abraça.



publicado por joao às 19:01 | link do post | comentar | favorito

10 comentários:
De hope a 7 de Novembro de 2011 às 14:22
Eu concordo completamente, se não gostamos de nós mesmos nunca vamos deixar alguém gostar de nós :)


De dolcescrittora a 7 de Novembro de 2011 às 18:33
muito obrigada!
e digo-te que este texto encantou-me e por isso vou adicioná-los aos favoritos, se não te importas :) Fernando Pessoa é um poeta de onde não se esgotará inspiração, nunca.


De Annye . a 7 de Novembro de 2011 às 21:28
Uaauuu, q homem q tu te tornaste tão cedo, hahahahah !! Mas a minha turma é um caso perdido . Nada vai mudar até ao final do ano, pq também é o último ano que vamos estar todos juntos .


De meninapequenina. a 7 de Novembro de 2011 às 22:06
Fernando Pessoa!Amo.
O texto está lindo.


De Dri a 8 de Novembro de 2011 às 10:29
pois está mas o facebook é algo que não muita piada.


De Miriam ∞ a 8 de Novembro de 2011 às 18:34
concordo ! por vezes nem sempre a encontramos ...

tenho te a dizer , que o texto está lindo!


De * wild * a 9 de Novembro de 2011 às 17:46
Adorei o texto *-*


De W and Jazz a 9 de Novembro de 2011 às 20:01
Haha acho que mesmo assim o Pai Nata iria ter dificuldades em transportar tantos livros.

O que dizes é realmente verdade Às vezes somos obrigados a escutar mas não está lá ninguém para nos ouvir; há pessoas que sentem "demais" ou seja só fazem dramas e outras que simplesmente não sentem. Eu posso dizer que sou a versão mais dramática, no que toca a sentir... Hehe
Beijoss


De Patrícia Sofia Ferreira a 11 de Novembro de 2011 às 20:39
Obrigada :)
Amei o texto. Foste tu quem escreveste? ;)


De p;αndяαde. ॐ a 13 de Novembro de 2011 às 17:35
tendo em conta a disciplina que é ... xd


Comentar post